Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Channel Catalog


Channel Description:

Obtenha as últimas notícias da editoria policia do Paraná Online

older | 1 | .... | 39 | 40 | 41 | (Page 42) | 43 | 44 | 45 | .... | 377 | newer

    0 0

    Quatro jovens foram detidos no Cajuru, na noite de segunda-feira, por envolvimento no assalto a uma loja de informática no fim de semana. Três deles confessaram participação no crime e ainda indicaram à polícia o endereço do rapaz que emprestou a arma.

    Luan Novicki Siqueira, 22 anos, Juliano dos Santos Alves, 21 anos, e dois adolescentes, de 14 e 16 anos, ocupavam o mesmo carro usado no roubo, quando foram interceptados na Rua Trindade por policiais militares do 20.º Batalhão. Os objetos levados da loja foram recuperados.

    Placa

    O roubo aconteceu na noite de sábado, na Rua Leopoldo Belczac. Segundo a polícia, os marginais roubaram celulares, videogames e outros aparelhos e fugiram num Gol prata. Testemunhas anotaram as placas do veículo e passaram à polícia.

    Dois dias depois do assalto, o mesmo carro foi flagrado pela PM durante patrulhamento na região. De acordo com o tenente Kops, três dos suspeitos, “vizinhos” da loja, confessaram participação no crime. Um revólver calibre 22, pequena quantidade de maconha e certa quantia em dinheiro foram apreendidos.


    0 0

    Um traficante foi preso na Linha Verde (BR-476), na noite de segunda-feira, com quase um quilo de crack e R$ 830 em dinheiro. Ricardo Plombom, 32 anos, foi capturado por policiais rodoviários federais, que faziam patrulhamento pela rodovia. O suspeito estava numa motocicleta e, quando passou pela equipe da PRF, ficou nervoso e aumentou a velocidade. A atitude do rapaz chamou a atenção dos policiais, que abordaram a moto na marginal da Linha Verde. Segundo o policial Andrade, Ricardo abastecia bocas de fumo da região. O crack estava numa mochila juntamente com o dinheiro trocado.

    Pagamento


    Ao ser preso, Ricardo admitiu que receberia R$ 500 para “apenas” transportar a droga para o Sítio Cercado, onde reside. Ainda segundo o policial, o suspeito já contava com passagens por outros crimes e agora vai responde por tráfico de drogas. Ele foi encaminhado para o Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul).


    0 0

    Arquivo

    Miriam, todas as noites, divulga as simulações da atual aparência do marido. “É a única coisa que está ao meu alcance”, diz.

    Amanhã, a dor de Miriam Weiss Brandão completa um ano. Em 13 de setembro do ano passado, seu marido, o engenheiro elétrico Renato Moreira Brandão, saiu de casa, no Ahu, para andar de bicicleta e nunca mais voltou. Ele deixou a residência apenas com as chaves de casa, deixando o celular e os documentos.

    Desde então, as vidas de Miriam e da filha Thaís, de 15 anos, se transformaram totalmente. A esposa mantém intacta a esperança que Renato volte pra casa. “A gente segue com a vida, mas é difícil”, conta Miriam, que há pouco mais de seis meses trabalha numa empresa de produtos hospitalares.

    Andarilhos


    Nos últimos meses, a angústia aumentou após pistas sobre o paradeiro de Renato surgirem em comentários feitos no blog de uma amiga da família. A mais recente delas indicava que o engenheiro vivia como mendigo em Maringá, no noroeste do Estado. Poucas semanas antes, outro comentário no blog indicou que Renato estaria em Primeiro de Maio, também no noroeste do Paraná.

    Policiais da Delegacia de Vigilâncias e Capturas (DVC) também trabalharam com a hipótese de Renato estar na cidade de Penha, no litoral de Santa Catarina. “Também já nos informaram que ele foi visto em Matinhos, mas infelizmente nenhuma das pistas se confirmou”, lamenta Miriam.

    Insistência

    Ela continua sua busca pelo marido. Passa noites e mais noites em frente ao computador, divulgando imagens com a simulação feita pelo Instituto de Identificação das possíveis aparências que Renato estaria nos dias de hoje. “É o que eu posso fazer. É a única coisa que está ao meu alcance para tentar acabar com essa angústia”, desabafa Miriam.

    Reprodução: Blog Margarita sem Censura



    0 0

    O suspeito de balear um casal logo após a festa da noite de Natal, no ano passado, foi preso ontem de manhã em Almirante Tamandaré. Thiago da Silva Batista, 21 anos, conhecido como “Cannabis”, é investigado pela morte de José Aparecido Daniel Malec, 33 anos, e por ter baleado a esposa da vítima, Jaqueline Fernandes Malec, 18.

    O crime teria ocorrido por motivo passional a mando do dono do mercado em que Jaqueline trabalhava. O comerciante teria cantado a funcionária e José Aparecido foi tirar satisfações com ele. Na discussão, foi ameaçado de morte. Dias depois do crime, ele se apresentou na delegacia e negou qualquer participação no assassinato. A polícia não conseguiu provas contra ele. No entanto, semanas depois, o comerciante vendeu o mercado e sumiu da região.

    Natal


    Na noite de Natal, após a festança em família, a Polícia Militar apurou que quatro pessoas num Tempra vermelho se aproximaram do casal, andando na Rua São João, Jardim Monte Santo. Um dos ocupantes do carro matou José Aparecido com nove tiros e acertou uma bala no pescoço de Jaqueline, que sobreviveu.

    Com o cumprimento do mandado de prisão temporária contra “Cannabis”, a polícia terá 30 dias para descobrir mais provas e o motivo do crime. Segundo a polícia, há suspeitas de que ele tenha envolvimento em outros homicídios na cidade.


    0 0

    Faltando pouco menos de dois anos para Copa do Mundo do Brasil, a Polícia Civil do Paraná está num estágio bem próximo do ideal para fazer o trabalho de polícia judiciária nos jogos que serão disputados na Arena da Baixada, em Curitiba. Desde o início de 2010, os jogos de futebol em Curitiba tem tido a atenção da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), que além de dentro do estádio, é responsável por tudo que ocorre num raio de cinco quilômetros. Para o Mundial, a delegacia deve receber mais uma incumbência: fiscalizar hotéis, motéis e casas noturnas. “Há um projeto na Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) para que passemos a cuidar disso também. Durante a Copa, com muitos turistas estrangeiros por aqui, esse tipo de fiscalização será muito importante”, destacou o delegado titular da Demafe, Clóvis Galvão Gomes.

    Gomes lembrou ainda que a Polícia Civil conta em seus quadros, atualmente, com 312 policiais aptos a falar inglês, espanhol ou francês de maneira fluente. “Durante a Copa eles estarão todos à disposição da Demafe”, disse.

    Gomes contou que participa de uma câmara temática chefiada pela Polícia Federal (PF) e que engloba órgãos de segurança de todas as doze cidades que sediarão os jogos. “Aqui no Paraná, nós trabalhamos em Atletibas para 30, 40 mil pessoas, por exemplo, e já temos toda a sistemática que dá certo. Então não nos preocupamos tanto com os jogos de grande público. O que nos preocupa é o que nós não conhecemos, como o terrorismo, o hooliganismo, etc. Para isso, essas câmaras estão nos preparando, para que quando a Copa chegar saibamos lidar com esse tipo de situação”, explicou o delegado.

    Ônibus

    Gomes contou que antes da existência da Demafe, o trabalho da Polícia Civil era esporádico, apenas nos jogos de grande apelo popular. “Hoje, vamos a todos os jogos das séries A e B”, disse o delegado, no Estádio Janguitto Malucelli, durante o jogo entre Atlético e CRB pela Série B do Brasileirão. Ele contou que como o trabalho da Demafe vem dando certo, a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), enviará ao Paraná, em janeiro, como contrapartida, um ônibus totalmente equipado para servir como sede móvel da delegacia, facilitando o trabalho dos policiais.

    Durante a vitória de 4 a 1 do Atlético sobre o time alagoano, na tarde desta terça-feira (11), o público se comportou bem e não aconteceram maiores incidentes. “Registramos apenas um termo circunstanciado de um vendedor de bebidas que foi flagrado por um segurança do Atlético vendendo bebida alcoólica, que é proibido nos estádios do Paraná”, contou.


    0 0

    .


    0 0

    .


    0 0

    .


    0 0

    Fernanda Deslandes

    O padrasto, de jaqueta marrom, presta esclarecimentos aos policiais.

    Uma criança a caminho da escola, na manhã de hoje (12), encontrou um coleguinha agonizando em um carreiro no bairro Umbará. Gabriel Henrique Vieira, de apenas 13 anos, havia sido atingido por várias facadas pelo corpo e morreu minutos depois. O padrasto dele foi levado até a Delegacia de Homicídios para prestar depoimento.

    A mãe de Gabriel sentiu-se mal e passou a madrugada em claro. Pela manhã, deixou que o filho saísse sozinho para o Colégio Estadual Padre Cláudio Morelli, porque imaginou que ele estaria acompanhado de uma amiga que sempre saía no mesmo horário. Às 7h ele deu um beijo na mãe e saiu correndo, dizendo que estava com medo de se atrasar.

    Com a intenção de cortar caminho, o garoto subiu a Rua Victor Gabardo e entrou em um terreno baldio, onde há um carreiro que dá acesso até a Rua Nicola Pellanda. De lá, a escola estava a apenas uma quadra. Se ele não atravessasse o carreiro, teria que andar quase quatro quadras.

    Às 7h15, outra criança utilizou o mesmo carreiro para ir até a escola e encontrou Gabriel gravemente ferido, agonizando. Ele tentou chamar socorro, mas Gabriel não resistiu.

    O uniforme da escola estava coberto de sangue, já que o garoto levou três facadas na barriga, uma na lateral do peito, duas nas costas e ainda sofreu dois cortes no pescoço.

    Atrás da cabeça ficou caída a mochila, com o zíper parcialmente aberto. Pelo caminho caíram uma nota de R$10, algumas moedas e anotações em pequenos pedaços de papel com o conteúdo de algumas aulas.

    Gabriel tinha marcas nas pernas indicando que escorregou algumas vezes e todo o cenário indicava uma intensa luta corporal da criança com o assassino. Apesar de ter pelo menos três casas ao redor do terreno, nenhum vizinho ouviu gritos de socorro e ninguém viu nenhuma movimentação fora do normal.

    Padrasto

    Funcionários do colégio relataram que Gabriel entrou para o 7º ano em fevereiro, e que faltava algumas vezes quando as brigas em casa eram mais intensas. Ele perdeu o pai há cinco anos, vítima de câncer, e desde então sua mãe era casada com Davi, com quem Gabriel não convivia bem.

    Por várias noites o garoto precisou dormir na casa de outros familiares para evitar confusão com o padrasto. Nos últimos três meses, após a separação do casal, Gabriel melhorou o desempenho escolar.

    Tímido, sem nunca falar dos problemas pessoais, ele passou a interagir mais com os colegas e entregou um trabalho escrito sobre a importância do consumo de água durante as atividades físicas, considerado tão bom que foi afixado no mural do colégio um dia antes do crime.

    Como Gabriel era um menino muito educado e tranquilo, apesar de todos os problemas pessoais em tão pouco tempo de vida, parentes acreditam que a única motivação para o homicídio é o desentendimento com o padrasto. Davi foi avisado pelos irmãos das suspeitas sobre ele e se apresentou no local do crime.

    Ele foi encaminhado para prestar depoimento na Delegacia de Homicídios, ainda pela manhã. Á tarde fez alguns exames no Instituto de Criminalística. Ele nega a autoria do assassinato.


    0 0

    .


    0 0

    Por volta das 7h20 da manhã desta quarta-feira (12), a Polícia Militar (PM) de Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba, recebeu uma ligação anônima de que haveria um cadáver nu com perfurações de facas na rua José Milek Filho, Jardim Graziela.

    No entanto, quando as equipes da PM e do Siate chegaram ao local, descobriram que o homem não estava morto, embora seu estado de saúde fosse grave. A vítima de esfaqueamento, ainda não identificada, foi encaminhada ao Hospital Evangélico, em Curitiba.


    0 0

    .


    0 0

    Divulgação/Polícia Civil
    Parte da droga estava no corpo do preso e outra parte em uma sacola.

    Eduardo Sebastião Machado foi preso, na manhã desta quarta-feira (12), no Posto da Polícia Rodoviária, em Santa Terezinha de Itaipu, no Oeste do Estado, com 570 gramas de crack.

    A prisão foi realizada por investigadores do Núcleo de Foz do Iguaçu da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), em operação conjunta com a Receita Federal, no Posto da Polícia Rodoviária.

    Ele estava no interior de um ônibus, que fazia a rota Foz do Iguaçu - Ponta Grossa, mas tinha como destino a cidade de Guarapuava. Uma parte da droga estava presa com fitas adesivas na perna de Machado e o restante estava dentro de uma sacola.

    Machado é evadido da Penitenciária de Guarapuava, onde cumpria pena por homicídio. Ele foi conduzido à Denarc e autuado em flagrante por tráfico de drogas.


    0 0

    .


    0 0

    Divulgação/Polícia Civil

    Bandidos estavam se preparando para roubar o caminhoneiro, quando a polícia chegou.

    Durante uma operação de combate a roubo de cargas na região de Curitiba, realizada na madrugada desta quarta-feira (12), no Contorno Sul, policiais civis da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC) evitaram um possível assalto e socorreram um caminhoneiro.

    Os policias realizavam operação preventiva nas rodovias da capital, quando identificaram uma carreta parada no acostamento e um veículo menor circulando nas proximidades.

    Com a aproximação dos policiais, o veículo menor fugiu, entretanto, os policiais, ao abordarem o caminhão parado, verificaram que o motorista, um homem de 49 anos, estava com sintomas de um acidente vascular cerebral (AVC).

    O Samu foi acionado, socorrendo o homem, que foi hospitalizado, mas sem risco de morte e o caminhão foi levado à DEDC, para posterior entrega a empresa transportadora proprietária.

    Conforme explica o delegado adjunto Vinicius José Borges Martins, o caminhoneiro parou o caminhão devido às dores que estava sentindo, mas os indivíduos que circulavam nas proximidades e que empreenderam fuga com a aproximação dos policiais, possivelmente estavam na iminência de praticar um roubo, aproveitando-se da situação.

    O Delegado Vinicius fez um alerta aos motoristas, para que evitem parar os veículos em acostamentos, procurando, sempre que possível, postos de combustíveis, serviços de atendimentos aos usuários das concessionárias ou postos da Polícia Rodoviária.


    0 0

    Divulgação/Polícia Civil
    Nova confusão na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos.

    Uma nova tentativa de fuga de presos foi registrada, na madrugada desta quarta-feira (12), na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), na Vila Izabel, em Curitiba.

    Os presos Elias Banruque de Oliveira Junior, Diego Adam dos Santos Custódio e Alessandro Silveira de Araújo, que se intitulam membros da facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), organizaram um culto religioso para poder, em meio das músicas cantadas em voz alta e orações, serrar as grades da cadeia.

    Os policiais que se encontravam de plantão no local perceberam a ação e impediram a tentativa de fuga. O Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) foi chamado e a rebelião foi controlada.

    Os três presos que encabeçaram a tentativa de fuga foram transferidos para o Centro de Triagem II, em Piraquara.


    0 0

    Divulgação/Polícia Civil
    Ladrão trapalhão foi preso em flagrante pelo policial.

    Leandro Franz Schneck, 32 anos, foi preso em flagrante, na noite de terça-feira (11), quando tentou roubar um carro, de propriedade de um policial militar, no Bacacheri.

    O homem, que está desempregado, abordou a vítima quando esta chegava em sua residência, e utilizando uma pedra fez de conta estar armado e anunciou o assalto.

    O que o assaltante não contava é que o proprietário do veículo é policial, e teve a chance de prender o ladrão. O soldado solicitou auxílio de uma viatura que conduziu Leandro para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos onde encontra-se preso aguardando a decisão da justiça.


    0 0

    Divulgação/Polícia Civil
    Suspeito disse que comprou o carro de um homem há seis meses.

    O borracheiro Valdevino Rosa, 38 anos, foi preso em flagrante às margens da BR-116, no Tatuquara, acusado de receptação, por estar em posse de um carro furtado.

    O suspeito foi abordado por policiais militares no momento em que tentava funcionar o veículo. Levado para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), ele disse que comprou o carro de um homem há seis meses.

    Contudo, os policiais constataram que a pessoa que registrou o furto do veículo tem o mesmo nome que consta no documento do carro encontrado em posse do detido.


    0 0

    Um caminhão tomado em assalto, no início da noite de terça-feira (11), na BR-277, entre Curitiba e Campo Largo, foi recuperado na Rodovia da Uva, em Colombo, por policiais da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC). O caminhoneiro, que permaneceu durante toda a madrugada refém dos marginais, registrou boletim de ocorrência ontem.

    A vítima, de 36 anos, relatou ia para Maringá quando, por volta das 19h, foi fechado por um veículo, de onde desceram três assaltantes. Dois bandidos fugiram com o caminhão bitrem, com placas de Umuarama, carregado de óleo diesel.

    Cativeiro


    Enquanto isso, o terceiro marginal levou o motorista de carro até um matagal no Contorno Norte onde permaneceu todo o tempo com uma jaqueta cobrindo o rosto, para que não reconhecesse o sequestrador. No fim da madrugada, o marginal exigiu que o caminhoneiro fosse embora ao amanhecer e fugiu.


    0 0

    Um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado por um cachorro, por volta das 13h de ontem, na Rua 71, Umbará. O animal chegou em casa com o braço do cadáver.

    A dona de bicho chamou a Polícia Militar, que acionou a Delegacia de Homicídios. Cerca de uma hora depois, o animal levou todo mundo até o corpo. A vítima usava cueca e bermuda preta.

    O delegado Rubens Recalcatti, titular da DH) disse que somente uma perna estava sobre a terra o restante estava enterrado, provavelmente há vários dias. “O corpo foi recolhido ao Instituto Médico-Legal vai fazer os exames complementares e descobri há quanto tempo e de que forma a vítima foi morta”.


older | 1 | .... | 39 | 40 | 41 | (Page 42) | 43 | 44 | 45 | .... | 377 | newer